Página Inicial » Sem categoria » Farmácias inteligentes para um novo consumidor.

Farmácias inteligentes para um novo consumidor.

As mudanças e inovações chegam cada vez mais rápido, transformando hábitos e revolucionando comportamentos em casa, no trabalho, no trânsito, em todos os campos das nossas vidas. Para acompanhar todas essas transformações sem ficar para trás é preciso estar atento às tendências e ter um grande poder de adaptação, principalmente quando falamos de negócios. Um empresário de sucesso precisa entender como se comporta o seu público-alvo.

A Mudança do consumidor no PDV

A publicidade, a comunicação visual para PDV e o próprio ato de comprar são, é claro, profundamente afetados por essas mudanças. Se há alguns anos panfletos distribuídos nas ruas eram uma eficaz ferramenta de marketing, hoje os negócios que pretendem se manter rentáveis devem oferecer experiências diferenciadas ao consumidor, apostando em soluções digitais, interatividade, digitalização e personalização.

O próprio consumidor mudou. No passado, ele queria adquirir um produto e seus benefícios. Se ele decidia comprar um desodorante, ele entrava em um ponto de venda, solicitava o produto ao vendedor, pagava e assim terminava a jornada de compra. O consumidor adquiria aquilo que o fabricante oferecia, e a comunicação visual para PDV não era extremamente relevante.

A segunda onda do ato de comprar trouxe um consumidor que procurava produtos com atributos: não apenas mais um desodorante, mas um desodorante com uma fragrância agradável, que não mancha as roupas escuras ou feito com ingredientes naturais. Neste momento, a comunicação visual para PDV já ganhava muita importância e começavam a surgir soluções digitais. O consumidor, portanto, já havia amadurecido. Ele já não comprava qualquer produto, ele queria escolher conforme as características que lhe eram mais caras. Transformou-se em um consumidor que fazia comparações e decidia com base em um conjunto de qualidades adicionais e para isso a comunicação visual para PDV tornou-se fundamental para empresas que queriam destacar seus produtos.

Experiência do consumidor no PDV

Agora, estamos entrando na terceira onda. Não basta mais ter um bom produto e serviços agregados, é preciso oferecer uma experiência para o consumidor no momento da compra, com uma comunicação visual para PDV que seja impactante, ágil e vibrante. Então por que não oferecer a possibilidade do cliente experimentar as diversas fragrâncias de uma marca de desodorantes? Ou mostrar por meio de soluções digitais em LED que um determinado tipo de desodorante não mancha as roupas escuras?

E neste momento, que talvez até possamos chamar de quarta onda, questões como higienização do PDV, agilidade de atendimento, soluções digitais de invisible touch e vendas multicanais ganham a pauta das discussões para transformação das farmácias Inteligentes.

Há cada vez menos espaço para negócios que não adotam estratégias de comunicação visual para PDV inovadoras e assertivas. É hora de apostar nas farmácias inteligentes. Elas deixaram de ser apenas o local onde os consumidores buscam um comprimido para dor de cabeça ou um antibiótico receitado para tratar uma amigdalite. Elas têm de ser espaços dinâmicos e eficientes, proporcionando uma experiência de compra diferente. Usando a comunicação visual para PDV certa, o varejista dá a oportunidade para cliente e indústria se comunicarem melhor – e, quanto mais soluções digitais estiverem afinadas e integradas, maior será o resultado em vendas.

Mas que ferramentas de comunicação são essas?

Digitalização é o segredo. Há quatro pilares de modernização do ponto de venda que podem ser aplicados para a transformação de simples farmácias em umas farmácias inteligentes. O primeiro passo é a vitrine digital em LED, que é o primeiro contato que o cliente tem com a loja, sendo extremamente importante na estratégia de comunicação visual para PDV. Ela é capaz de determinar a entrada ou não no ponto de venda. Tudo depende do que ela apresentar ao público.

Uma pesquisa feita pelo Sebrae revelou que uma vitrine atraente pode ampliar as vendas de um estabelecimento comercial em até 40%. Fugir do óbvio, portanto, é essencial. Uma vitrine que apenas apresenta alguns produtos disponíveis no ponto de venda não é ruim, mas também não apresenta nada original a um consumidor que está cada vez mais ávido por novidades. Para atrair esse o consumidor do século 21, é preciso inovar, trazer soluções digitais interativas, com dinamismo, construir uma vitrine que faça os olhos do consumidor brilharem – e a comunicação visual para PDV é a ferramenta mais importante desta construção.

O segundo pilar para farmácias inteligentes é dar destaque para o que está nas gôndolas e prateleiras. Não basta ter os itens organizados e precificados, é preciso usar estratégias para chamar atenção dos clientes e convidá-los a conhecer novos produtos. Uma das possibilidades é oferecer soluções digitais no espaço nas gôndolas para a indústria divulgar produtos do seu portfólio. Este é um espaço que pode gerar renda para o varejista e para a indústria, já que um produto exposto com uma comunicação visual no PDV bem trabalhada certamente terá uma conversão em vendas muito maior do que um item que fica apenas exposto na prateleira sem destaque algum.

Soluções Digitais interativas

Em terceiro lugar, as soluções digitais interativas permitem a realização de ações personalizadas. Um bom exemplo são os espelhos ativados quando um sensor detecta o movimento de uma pessoa diante dele, mostrando conteúdos distintos, pelos quais o consumidor poderá navegar e arrastar elementos na tela, por meio da tecnologia “touch screen”. É como um convite ao consumidor, para interagir e se informar sobre os produtos disponíveis no ponto de venda das farmácias inteligentes.

E hoje, já estão sendo disponibilizadas no mercado, soluções digitais “invisible Touch” que integram totens e mobile no PDV, permitindo que o consumidor tenha as informações, usufrua de promoções e pague a conta através de device pessoal.

Por fim, é importante investir em soluções digitais de autoatendimento, que agradam principalmente aos consumidores mais jovens. Quem nunca preferiu usar o totem de autoatendimento ao deparar-se com uma longa fila no caixa convencional? Amplamente utilizado nas redes de fast food, o totem de autoatendimento evita que o estabelecimento perca uma venda por conta de filas e ainda gera economia de mão de obra para o empresário.

Uma pesquisa da empresa de pagamentos holandesa Adyen, conduzida pela 451 Research, revelou que 75% dos “spendsetters” (consumidores jovens que ditam as tendências de compra) comprariam mais em lojas físicas se não houvesse filas. Também há consumidores que naturalmente preferem utilizar o autoatendimento, principalmente quando já têm certeza sobre o que comer ou comprar, por se tratar de uma opção muito rápida e eficiente.

Por isso, as soluções digitais de autoatendimento vêm sendo utilizadas cada vez mais para estratégias de comunicação visual para PDV em caixas de supermercados e de lojas físicas, onde o próprio consumidor deve passar os códigos de barras dos produtos. E a tendência é que isso se torne cada vez mais corriqueiro. Uma pesquisa da consultoria Ibope Inteligência revelou que o autoatendimento no supermercado é a principal característica das lojas esperada para os próximos anos na avaliação de 86% dos consumidores.

Por que não adotar essa tecnologia também em farmácias? Além de gerar economia, o autoatendimento passa uma imagem de inovação e modernidade. O cliente percebe que o empresário está em busca de alternativas para melhorar o atendimento e o fluxo de clientes no ponto de venda.

Estas soluções digitais, aliadas a um conteúdo de qualidade, são capazes de aumentar o tíquete médio e transformar simples estabelecimentos em farmácias inteligentes, capazes de oferecer ao consumidor a experiência de compra desejada. O consumidor entra para comprar um paracetamol e sai com o paracetamol, um creme para os cabelos e um lançamento de “skincare”. Para coroar a modernização do ponto de venda, ainda é importante coletar informações sobre os frequentadores do espaço e usá-las para criar estratégias de comunicação visual para PDV customizadas.

A The LED pode te ajudar!

Se sua empresa está procurando se modernizar e se adequar às exigências atuais do mercado e dos consumidores, a The LED pode te ajudar, oferecemos Soluções Completas em Comunicação Visual para PDV, Soluções Digitais de Autoatendimento e Interatividade para seu negócio

Pin It on Pinterest

Social Share Buttons and Icons powered by Ultimatelysocial
Open chat
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar? :)
Oi, tudo bem?
Como posso te ajudar? :)